A Obra Internacional de Schoenstatt tem uma estrutura federativa, formada por mais de 25  comunidades independentes juridicamente umas das outras. O que as une e vincula é a Aliança de Amor com a Mãe Três Vezes Admirável de Schoenstatt, o mesmo Fundador, a espiritualidade comum e o objetivo da renovação religioso-moral do mundo.

Gráfico da Obra de Schoenstatt

     Os Institutos e as Uniões são as comunidades portadoras do Movimento. Seus membros vivem a radicalidade dos conselhos evangélicos sem, contudo, fazerem votos. Já os membros das comunidades da Liga se comprometem ao empenho apostólico sem vincular-se obrigatoriamente a uma vida de comunidade. Conforme o desejo do Fundador, o Pe José Kentenich, os membros dos Institutos e das Uniões têm a tarefa de servir, na medida do possível e em disponibilidade responsável, às organizações da Liga e do Movimento Popular e de Peregrinos.

Também caracteriza a Obra de Schoenstatt que se alguém pertencer a uma ou outra das suas comunidades isso não implica em diferenças hierárquicas. O decisivo para uma pessoa pertencer a uma comunidade é sempre a vocação pessoal que Deus concede a cada um.

 

(Fonte: Engelbert Monnerjahn, Schoenstatt. Uma Introdução, Secretariado Pe. José Kentenich, 1993 )

 

Web Schoenstatt